Neuras da Mamãe - Blog

Dificuldade para dormir? Seu filho pode ter distúrbio do sono.

Vemos muitas vezes crianças que apresentam dificuldades para dormir e percebemos que isto pode trazer questionamentos aos pais, sobre procurarem uma ajuda médica para resolver este aspecto ou esperar “passar com o tempo”.

Afinal, será que crianças precisam mesmo de ajuda para dormir? O que é considerado “normal” quando abordamos este assunto?

Um bebê assim que nasce está em momentos de adaptação de pontos importantes do mundo externo como luz, som, temperatura, texturas (roupas, fraldas), alimentação e isso faz com que esse bebê não esteja maduro a responder aos instintos básicos que nos fazem dormir ou ficar acordado.

Alguns pontos como fome, refluxo, doenças crônicas (asma, rinite, bronquite) e transtornos do neurodesenvolvimento (como TDAH e TEA) estão associados a uma desregulação do sono de vigília da infância. Mas quando falamos de normalidade é esperado que crianças a partir dos 12 meses durmam a noite toda, por cerca de 6 a 8 horas seguidas de sono.

É necessário que a família esteja atenta a qualidade de sono da criança, pois é durante a noite que eles assimilam o conhecimento aprendido ao longo do dia e produzem hormônios responsáveis pelo crescimento. Podendo afetar a curva de crescimento, comportamento, humor e aprendizagem durante a vida.

O que acontece para a criança não conseguir dormir bem?

É comum que uma criança que não tem uma noite de sono adequada possa estar constantemente irritada, com choros excessivos e agressiva, se já estiver na idade escolar, tende a apresentar dificuldade de acompanhar o ritmo da classe e uma agitação que pode ser confundida com hiperatividade.

Para entender até que ponto é algo que se consegue tratar sem auxílio médico, algumas atitudes como: adotar uma rotina na hora de dormir pode ser a solução e para isso os pais precisam criar hábitos numa espécie de ritual que antecede o sono, pode-se: dar banho, amamentar, colocar na cama e contar histórias, etc.

Estímulos visuais e luminosos como televisão, tablets, vídeo games não são recomendados pelo menos uma hora antes de dormir, pois podem prejudicar a iniciação do sono, e impacta a qualidade do descanso.

Como saber se a criança tem algum distúrbio do sono?

Os distúrbios do sono da infância, necessitam de acompanhamento médico, os sintomas podem aparecer através de:

Movimentos periódicos de membros: que são pequenas contrações dos músculos que fazem com que as pernas e os braços das crianças se contraiam, com isso, ela se debate durante a noite (não há sinais durante o dia).

Roncos: que ocorrem três a quatro vezes por semana (sem contar dias exaustivos e de gripes), provoca mal-estar, aumenta o gasto de energia durante a noite e impede que os pequenos atinjam todos os estágios do sono (consulte médicos sobre doenças crônicas respiratórias e faça o acampamento).

Sonambulismo: onde a criança pode falar, sentar-se, sair da cama, andar, abrir portas, não reage ao ser chamada e não se lembra de nada no dia seguinte, no caso do sonambulismo é necessário frisar que não necessariamente ela irá apresentar todos esses sintomas, pois há tipos diferentes de sonambulismo.

Apneia: causa pequenas interrupções da respiração durante a noite, a apneia é mais frequente em crianças que têm o ronco agravado, a falha pode não levar ao despertar, mas interrompe o ciclo do sono. Quem sofre de apneia costuma ter olheiras, respirar pela boca, durante o dia, mostrar-se cansado aparentemente sem motivo, fica desconcentrado e tem alterações de humor.

Pernas inquietas: a criança que não para de balançar as perninhas, porque sente incômodo nos membros, o que também acontece durante a noite e pode fazer com que demore para pegar no sono — mesmo depois de pequenos despertares antes do amanhecer.

Despertar confuso: é mais comum em recém-nascidos, no berço, o bebê inicia um choro intenso e inconsolável. Os pais pensam, primeiro, que o bebê acordou com problemas, mas veem que ele ainda está dormindo, acham que se trata de um pesadelo. O que fazer? Nada. O ideal é esperar e observar. A crise, que chega a causar angústia nos pais, dura cerca de 15 minutos, e se pegam o bebê no colo tende a piorar. Com o amadurecimento do sistema nervoso central, os episódios devem desaparecer.

Bruxismo: causa dentes gastos, dores na face, no pescoço e na cabeça, as vítimas desse mal rangem os dentes ou apertam os maxilares um contra o outro enquanto dormem, se for persistente, porém, o distúrbio pode prejudicar o ciclo do sono e a saúde bucal. Nessas situações, o aconselhável é procurar um ortodontista, ele avaliará se é necessário adotar o uso de placas de acrílico ou aparelhos que protegem a arcada e relaxam a boca.

Insônia: na infância está associada a hábitos inadequados e à falta de disciplina antes de dormir, ocorre principalmente entre os bebês que se acostumam a depender de um adulto para dormir (embalando, uso de televisão) e a solução basicamente requer rigor dos pais, é necessário adotar religiosamente uma rotina saudável durante a noite, estabelecer horários fixos para pegar no sono e, antes disso, praticar atividades que acalmam, como tomar banho, ler histórias e tomar um leite.

Terror noturno: na madrugada a criança fica agitada e, com os olhos arregalados, grita e chega até a pedir socorro, mas nada de acordar, no dia seguinte, porém, ela não se lembra do que aconteceu.

O que fazer se meu filho apresenta alguns desses quadros?

Nesses casos o mais recomendado é buscar a avaliação de um neuropediatra, que provavelmente irá pedir exames como a polissonografia, que é um exame específico para verificar a qualidade do sono antes de iniciar a intervenção adequada.

Deixe uma resposta

2 + 19 =

PROCURANDO ALGUM TEMA?

CATEGORIAS

NEURODESENVOLVIMENTO

Aqui iremos falar tanto do desenvolvimento esperado quanto daquele que já tem algum atraso e pode ser sinal de alerta para procurar ajuda profissional.

APRENDIZAGEM

Como as crianças aprendem é algo muito estudado atualmente e hoje sabemos q diversos fatores podem afetar a aprendizagem dos pequenos.

AUTISMO

Atualmente um tema com muita repercussão, mas que ainda gera muitas dúvidas, abordaremos este tema com carinho.

COMPORTAMENTO

Falaremos de tudo o que envolve o comportamento dos pequenos, desde sua personalidade, temperamento, até birras, bullying e outros temas relacionados.

Andrea Luccas - Neuras da Mamãe

ANDREA LUCCAS

CRP: 06/99643​

Thais Peleias - Neuras da Mamãe

THAIS PELEIAS​

CRP: 06/100880​

E-BOOK DO BLOG

Fique ligado, em breve estará disponível nosso E-book, criado com muito carinho, tratando de assuntos relacionados ao nosso blog.

CONTATO

Entre em contato conosco por e-mail ou, se preferir, encaminhe uma mensagem, preenchendo o formulário abaixo:

2019 – Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido pela empresa Klick Saudável
Sites para Profissionais da Saúde