Neuras da Mamãe - Blog

Quais são os sinais de atraso no desenvolvimento da fala de uma criança?

Recebemos dúvidas como essa quase que diariamente, e devido a tantas informações na internet, as vezes incorretas, resolvemos escrever este artigo para esclarecer.

É importante que os pais estejam sempre atentos a todos os comportamentos da criança, como engatinhar, andar, gestos, entre outros, mas o atraso da fala, é o que ainda costuma ser o ponto mais perceptivo para os pais.

A fala, dentro do desenvolvimento da criança, é algo muito esperado pelos pais, a criança desde o nascimento até os 3 anos, passa por marcos de desenvolvimento da linguagem mesmo antes de emitir o primeiro som, aliás há estudos que apontam que este desenvolvimento acontece desde a gestação e por isso atualmente é recomendado que os pais conversem com o bebê desde a gestação.

Dos 06 aos 10 meses, é esperado que o bebê balbucie, ou seja, emita aqueles sonzinhos de bebê que são sequencias de consoantes e vogais sem um sentido aparente.

A partir dos 10 aos 14 meses é esperado que a criança fale a primeira palavra – geralmente o nome de alguma coisa ou de alguém.

Dos 16 aos 24 meses – ou seja 02 anos, a criança expande seu vocabulário de 50 palavras para 400 – utiliza verbos e adjetivos. Fala também a primeira sentença, ou seja, duas palavras juntas, deixa de balbuciar e quer conversar.

É fundamental que os pais estejam atentos se a criança dá sinais de entendimento, olha no rosto de quem está falando e se reconhece expressões faciais, como tristeza, alegria, dor, etc.

Levando em consideração estes pontos, não é correto dizer que cada criança tem o seu tempo, pois existem marcos de desenvolvimento, ou seja, uma idade mínima e uma máxima para uma determinada habilidade ser alcançada. No que diz respeito a fala, a criança deve falar nas idades que citamos, e quando isto não ocorre, há sim um atraso de desenvolvimento.

O atraso na fala é o que mais alarma os pais e familiares e até mesmo desperta um questionamento na escola, pois a comunicação é algo básico e que acaba impactando muito a vida da criança e seu convívio com outras pessoas.

Além disto, existem outros sinais que podem demonstrar atrasos significativos, como: dificuldade na realização de ações simples do cotidiano de lavar as mãos, vestir uma roupa, escovar os dentes, etc.

Temos também crianças com dificuldades motoras significativas, tanto na grossa, como pular, chutar uma bola, correr, escalar, quanto na fina, como escrever, fazer movimento de pinça (pegar com o polegar e o indicador), pintar, desenhar, recortar.

Normalmente as pessoas não sabem, porém, o desenvolvimento da fala e da parte motora estão intimamente ligados, já que para podermos produzir sons e coordenarmos todo o aparelho envolvido necessitamos da parte motora, inclusive há condições motoras, como a dispraxia da fala, (abordaremos com mais ênfase ao longo do nosso trabalho no blog), que afetam a comunicação, porém são causadas por prejuízos na parte motora.

É muito comum que os pais tenham dúvidas das razões que influenciam o atraso no desenvolvimento da criança. Em nossa prática clínica, vemos bebês que tiveram complicações durante o nascimento, ou até mesmo que nasceram prematuros, possuem condições genéticas que influenciam fortemente este tipo de quadro também e há síndromes que causam dificuldades neuropsicomotoras e cognitivas.

E por fim, mas não menos importante, vemos também dificuldades na audição como um aspecto importante no atraso de desenvolvimento da fala, pois sabemos que para aprender a falar é necessário escutar, então se a audição tem prejuízos pode haver prejuízos na fala. Também é necessário ressaltar que na questão da audição não há só o fato de escutar sons ou não e sim escutar e processar os sons que escutamos também afetam a nossa fala. Entraremos nesse ponto com mais clareza em um próximo texto, onde falaremos sobre Processamento Auditivo Central (PAC).

Por este motivo, é essencial iniciarmos uma intervenção precoce, ou seja, um tratamento adequado o quanto antes. Um bom tratamento ajuda o desenvolvimento da linguagem, caso as dificuldades sejam negligenciadas pode afetar diretamente outras áreas da vida da criança, então quanto antes esta intervenção for iniciada, melhor para a criança que usufruirá da terapia e por consequência, se desenvolverá de modo muito mais efetivo e saudável.

Em caso de dúvidas, procure sempre um especialista, que neste caso pode ser um neuropediatra, um fonoaudiólogo ou um psicólogo especialista em Terapia ABA.

Deixe uma resposta

20 − quatro =

PROCURANDO ALGUM TEMA?

CATEGORIAS

NEURODESENVOLVIMENTO

Aqui iremos falar tanto do desenvolvimento esperado quanto daquele que já tem algum atraso e pode ser sinal de alerta para procurar ajuda profissional.

APRENDIZAGEM

Como as crianças aprendem é algo muito estudado atualmente e hoje sabemos q diversos fatores podem afetar a aprendizagem dos pequenos.

AUTISMO

Atualmente um tema com muita repercussão, mas que ainda gera muitas dúvidas, abordaremos este tema com carinho.

COMPORTAMENTO

Falaremos de tudo o que envolve o comportamento dos pequenos, desde sua personalidade, temperamento, até birras, bullying e outros temas relacionados.

Andrea Luccas - Neuras da Mamãe

ANDREA LUCCAS

CRP: 06/99643​

Thais Peleias - Neuras da Mamãe

THAIS PELEIAS​

CRP: 06/100880​

E-BOOK DO BLOG

Fique ligado, em breve estará disponível nosso E-book, criado com muito carinho, tratando de assuntos relacionados ao nosso blog.

CONTATO

Entre em contato conosco por e-mail ou, se preferir, encaminhe uma mensagem, preenchendo o formulário abaixo:

2019 – Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido pela empresa Klick Saudável
Sites para Profissionais da Saúde